prevenção de riscos para a sua empresa
Aprenda a identificar e controlar os riscos da sua empresa
2 de outubro de 2017

Análise de riscos e prevenção de acidentes no trabalho

análise de riscos

A prevenção de acidentes no ambiente laboral está diretamente relacionada com a análise de riscos que podem haver nesses locais e nas atividades que são neles feitas.

É muito importante que a análise de riscos seja parte integral da cultura de uma empresa, para que os seus colaboradores estejam protegidos e para que a empresa não sofra no futuro, com processos ou com a ausência de funcionários devido a afastamentos.

Sendo assim, a seguir vamos falar um pouco sobre esse tipo de análise e explicar como ela pode ser feita, de forma que os acidentes de trabalho sejam prevenidos cada vez mais! Confira!

4 passos para empregar uma análise de riscos realmente funcional

Para que a análise de riscos ocorra é necessário que sejam seguidos 4 passos bastante específicos e efetivos, que vão tornar a prevenção de acidentes realmente possível no ambiente laboral. Veja a seguir cada um deles:prevenção de acidentes

Primeiro passo – As análises de riscos devem ser feitas por atividade

É preciso entender como o trabalho acontece para iniciar uma análise de riscos realmente eficiente. Para isso você pode ver o trabalhador atuando efetivamente, pode perguntar para ele como funciona o seu trabalho em cada uma de suas etapas e pode conversar com outros trabalhadores que já cumpriram a mesma atividade.

A partir desse momento você pode fazer um documento descrevendo cada uma das tarefas, para a partir daí apontar os riscos que foram identificados e como eles podem ser controlados, para que não se transformem em terríveis acidentes de trabalho!

Segundo passo – Identifique os riscos inerentes a cada uma das atividades

É importante olhar para a atividade sendo cumprida e questionar, como “o que poderia dar errado aqui?”, ou “o que pode fazer essa atividade acabar sendo prejudicial para o trabalhador?”. Pensar no pior é o que você precisa fazer nessa hora, analisando todas as etapas do trabalho em questão e se questionando sobre todas as chances de isso falhar e ser problemático para o colaborador.

Também trata-se de um exercício de probabilidade, porque você precisa pensar se é provável que o que você pensou aconteça, ou se é muito improvável. Vale dizer que o fato de ser improvável não descarta a possibilidade de acontecer, então se puder se prevenir nesse sentido é sempre melhor!

Terceiro passo – Descreva os possíveis riscos

Descrever os riscos prováveis inerentes as etapas de cada atividade de maneira clara e muito bem organizada é uma forma eficiente de buscar medidas que evitem esses perigos em um futuro próximo!

As descrições de risco devem ter o ambiente, ou seja, onde o risco está, a exposição, ou seja, quem ou o que estaria correndo esse risco, o gatilho, que é basicamente o evento que pode desencadear esse acidente ou essa doença, os fatores contribuintes, que são basicamente o que pode levar esse acidente ou doença a se realizar e o resultado, que fala sobre o que ocorreria se esse acidente ou se essas doenças saíssem do plano da imaginação e se tornassem realidade!

Quarto passo – Planifique a associação dos riscos com as tarefas em questão

É importante desenvolver um plano que mostre a descrição das tarefas em questão e os riscos de acidente e de doença existente nelas, para depois você poder buscar uma forma de eliminar esses riscos, ou substituí-los de alguma forma.

Se isso não for possível é hora de apontar na análise de riscos quais equipamentos de proteção seriam ideais para os trabalhadores que atuam nessa área em questão, para que os riscos não se transformem em doenças e nem em acidentes reais!

A importância de conscientizar as empresas e seus colaboradores

acidente de trabalho

A análise de riscos existe para evitar que um acidente grave acabe ocorrendo com os colaboradores, o que é prejudicial para o bem-estar deles e em alguns casos pode lhe custar a vida.

Ainda assim, é fundamental que as empresas entendam a importância dessas medidas de prevenção para elas próprias, porque se os trabalhadores acabarem se ferindo, se acidentando ou adoecendo no ambiente de trabalho os custos e a responsabilidade também serão da empresa em si.

Sendo assim, é fundamental que colaboradores e empresários tenham essa noção e passem a trabalhar em prol da segurança no trabalho, para que nada de ruim aconteça com os funcionários, de modo que eles se prejudiquem e de forma que a empresa também acabe sofrendo!

Como você pode ver a análise de riscos existe para evitar que uma empresa coloque os seus trabalhadores para exercerem atividades sem buscar formas de evitar que elas causem acidentes ou doenças. É fundamental que essa prática seja levada a sério por qualquer organização.

Instrutor
Instrutor
Professor ROLAND ROBERT COLOMBARI Professor nas disciplinas de Gestão da Qualidade, Sistema de Gestão Integrado, Segurança do Trabalho e Estática - Princípios de Resistência de Materiais nos cursos de engenharia de produção, ambiental e química. Universidade São Francisco Professor na disciplina Gerenciamento de Riscos no curso de extensão em engenharia de Segurança do Trabalho. Universidade São Francisco Professor na disciplina Segurança em Máquinas, Equipamentos e Instalações no curso de extensão em Engenharia de Segurança do Trabalho. Centro Universitário SENAC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *